Guias

Teorias e conceitos de gestão no local de trabalho

Quer estejam motivando funcionários, tomando decisões, alocando recursos ou negociando acordos, os gerentes são vitais para os negócios. Os gerentes têm sido um fator essencial para o sucesso dos negócios desde a Revolução Industrial. Teorias de gestão têm sido desenvolvidas e usadas desde que a gestão se tornou uma parte padrão das práticas de negócios. Embora as teorias mais antigas ainda sejam relevantes, novas teorias continuam a ser desenvolvidas para acompanhar as tendências atuais nos negócios.

O local de trabalho mudou drasticamente desde que as primeiras teorias de gestão foram concebidas. A gestão moderna não é uma prática única para todos. Portanto, é útil obter uma compreensão das teorias de gestão e suas aplicações.

Conceitos Comuns em Teorias de Gestão

Todas as teorias de gestão giram em torno de conceitos semelhantes. Espera-se que os gerentes lidem com processos, pessoas, informações e outras funções conforme necessário. Um gerente pode precisar motivar seus funcionários subordinados ou determinar a melhor forma de melhorar os processos operacionais. As teorias de gestão fornecem estruturas para lidar com essas responsabilidades com sucesso.

Os gerentes devem ser responsáveis ​​pelo desempenho de suas equipes em relação às metas organizacionais. Alcançar as metas de negócios pode incluir a redução do erro humano ou a padronização de processos. As teorias de gestão ajudam a esclarecer esses tipos de metas para os gerentes e informar sobre a melhor forma de realizá-las.

De onde se originaram as teorias de gestão?

A produção em massa e a Revolução Industrial trouxeram novos requisitos para a gestão de pessoas e processos. À medida que as empresas começaram a crescer em tamanho e produção, os proprietários de negócios precisaram cada vez mais de gerentes para administrar suas operações diárias. Antes da Revolução Industrial, apenas algumas organizações e forças armadas exigiam teorias de gerenciamento. Como resultado da expansão da indústria, a prática da administração tornou-se uma consideração teórica importante no estudo dos negócios.

Como são classificadas as teorias de gestão?

Certas teorias de gestão tornaram-se parte integrante das práticas de negócios modernas. Existem três classificações principais para as teorias de gestão: Teoria de Gestão Clássica, Teoria de Gestão Comportamental e Teoria de Gestão Moderna. Essas classificações representam uma era diferente na evolução das teorias de gestão. Cada uma dessas classificações contém ainda várias subteorias.

Teoria Clássica de Gestão centra-se na execução e maximização da produção. Teoria de Gestão Comportamental concentra-se cada vez mais nos elementos humanos e na visão do local de trabalho como um ambiente social. Teoria de Gestão Moderna baseia-se nas duas teorias anteriores, incorporando métodos científicos modernos e pensamento sistêmico.

Teoria Clássica de Gestão

A Teoria de Gestão Clássica é a teoria de gestão mais antiga. A Teoria Clássica da Administração concentra-se nas operações e na criação de padrões para aumentar a produção. Na Teoria Clássica da Administração, a remuneração é considerada a principal motivação dos funcionários. Um gerente que pratica a Teoria Clássica da Administração se concentra em melhorar a produção e recompensar os funcionários de alto desempenho por meio de salários ou bônus.

Existem três teorias principais que compreendem a Teoria Clássica da Administração:

Teoria de Gestão Científica

A Teoria de Gestão Científica é uma teoria de gestão muito inicial focada em minimizar desperdícios e reduzir tempos de produção. Foi desenvolvido por Frederick Taylor, que tentou usar uma abordagem científica para melhorar as operações. A teoria de Taylor enfatiza o incentivo ao desempenho do funcionário e a redução das práticas de "acerto e julgamento".

Teoria de Gestão Administrativa

A Teoria da Gestão Administrativa foi desenvolvida por Henri Fayol, considerado um dos fundadores da teoria da gestão. Essa teoria considera todas as muitas atividades que uma empresa deve realizar. A gestão é considerada uma atividade empresarial primária e esta teoria fornece diretrizes detalhadas para os gerentes.

Teoria da Burocracia

A Teoria da Burocracia promove a razão para guiar as decisões de gestão, ao invés do carisma ou nepotismo. Desenvolvida pelo sociólogo Max Weber, essa teoria enfatiza os sistemas formais de autoridade. A unidade e a autoridade das hierarquias organizacionais são centrais para a Teoria da Burocracia.

Teoria de Gestão Comportamental

Indústrias e organizações cada vez mais complexas deram origem a interesses mais humanos no local de trabalho. As teorias de gestão começaram a incluir métodos mais orientados para as pessoas. O comportamento humano e a satisfação das necessidades interpessoais dos funcionários tornaram-se mais centrais para a gestão. Um gerente que pratica a Teoria de Gestão Comportamental pode motivar o trabalho em equipe por meio da promoção de uma atmosfera colaborativa.

Existem duas teorias principais que compõem a Teoria de Gestão Comportamental:

Teoria das Relações Humanas

A Teoria das Relações Humanas considera a organização como uma entidade social. Essa teoria reconhece que apenas dinheiro não é suficiente para satisfazer os funcionários. O moral é considerado parte integrante do desempenho do funcionário. A principal fraqueza dessa teoria é que ela faz várias suposições sobre o comportamento.

Teoria da Ciência Comportamental

A Teoria da Ciência Comportamental combina elementos de psicologia, sociologia e antropologia para fornecer uma base científica. Ele examina por que os funcionários são motivados por fatores específicos, como necessidades sociais, conflitos e autorrealização. Essa teoria reconhece a individualidade e a necessidade de os gerentes serem sociáveis.

Teoria de Gestão Moderna

As organizações modernas devem navegar por mudanças constantes e complexidades exponenciais. A tecnologia é um elemento que pode mudar e derrubar negócios muito rapidamente. A Teoria da Gestão Moderna busca incorporar esses elementos às teorias humanas e tradicionais. Um gerente que pratica a Teoria da Administração Moderna pode usar estatísticas para medir o desempenho e encorajar a cooperação multifuncional.

Três grandes teorias modernas compreendem a Teoria de Gestão Moderna:

Teoria Quantitativa

A Teoria Quantitativa surgiu da necessidade de eficiência gerencial durante a Segunda Guerra Mundial. Ele foi desenvolvido usando especialistas de várias disciplinas científicas para resolver os problemas em torno da integração de sistemas de pessoas, materiais e sistemas. Essa teoria foi desenvolvida principalmente para aprimorar e apoiar a tomada de decisões militares.

Teoria de Sistemas

A Teoria dos Sistemas vê o gerenciamento como um componente inter-relacionado da organização. Em vez de ver a organização como uma série de silos, cada departamento faz parte de um sistema ou organismo geral. A administração deve apoiar metas e fluxos de processo que atendam à saúde organizacional geral.

Teoria da contingência

A Teoria da Contingência foi desenvolvida pela socióloga Joan Woodward depois que ela examinou por que algumas empresas tiveram um desempenho melhor do que outras. Ela descobriu que as organizações de alto desempenho fazem melhor uso da tecnologia e seus gerentes tomam melhores decisões em contextos situacionais. Essa teoria reconhece que gerentes eficazes devem ser adaptáveis ​​a situações e circunstâncias únicas.

Como selecionar uma teoria de gestão?

Cada teoria de gestão fornece informações valiosas sobre os requisitos de gestão. Não existe um único modelo ou teoria que funcione para todas as organizações. Muitas organizações modernas aplicam uma combinação de teorias para obter o sucesso da gestão. Isso levou à criação de modelos organizacionais mais novos com hierarquias menos estruturadas.

A gestão eficaz é a espinha dorsal de qualquer negócio. É importante considerar vários fatores ao decidir quais teorias são mais ideais para uma pequena empresa. Freqüentemente, as pequenas empresas são menos rigidamente hierárquicas e devem operar com uma equipe mínima. É importante selecionar teorias e práticas de gestão que sejam sustentáveis, especialmente se os recursos do negócio forem limitados.