Guias

Quatro Elementos Básicos da Estrutura Organizacional

Administrar uma pequena empresa geralmente significa que o dinheiro começa e termina com você. Mas se você deseja atrair e manter funcionários qualificados para ajudar a distribuir responsabilidades, você precisa de uma hierarquia organizacional que promova a comunicação, defina a cadeia de comando e mostre aos funcionários como progredir em suas carreiras.

As estruturas organizacionais tradicionais vêm em quatro tipos gerais - funcional, divisionário, matricial e plano - mas com a ascensão do mercado digital, as estruturas organizacionais descentralizadas e baseadas em equipes estão interrompendo antigos modelos de negócios. Antes de estabelecer uma maneira inovadora de gerenciar sua empresa, dedique algum tempo para entender o antigo molde - em seguida, abra caminho.

Estrutura de Organização Funcional

Em uma estrutura organizacional funcional, as pessoas que realizam tarefas semelhantes são agrupadas com base na especialidade. Assim, todos os contadores são colocados no departamento financeiro e assim por diante para os departamentos de marketing, operações, alta administração e recursos humanos.

As vantagens desse tipo de estrutura incluem a rápida tomada de decisão, pois os membros do grupo podem se comunicar facilmente. Eles também podem aprender uns com os outros, uma vez que já possuem conjuntos de habilidades e interesses semelhantes.

Estrutura Divisional Baseada em Produtos

Em uma estrutura de divisão, sua empresa agrupa os trabalhadores em equipes com base nos produtos ou projetos que atendem às necessidades de um determinado tipo de cliente. Por exemplo, uma padaria com uma operação de catering pode estruturar a força de trabalho com base na clientela principal, como um departamento de casamentos e um departamento de atacado-varejo. A divisão do trabalho neste tipo de estrutura garante que os trabalhadores que fabricam produtos semelhantes possam alcançar maior eficiência e maior produção.

Estrutura Matricial Combina Modelos Funcionais e Divisionais

Uma estrutura de matriz combina elementos dos modelos funcionais e divisionais, por isso é mais complexa. Ele agrupa as pessoas em departamentos funcionais de especialização e, em seguida, os separa em projetos e produtos divisionais.

Em uma estrutura matricial, os membros da equipe recebem mais autonomia e espera-se que assumam mais responsabilidade por seu trabalho. Isso aumenta a produtividade da equipe, promove maior inovação e criatividade e permite que os gerentes resolvam problemas de tomada de decisão de forma cooperativa por meio da interação do grupo. Esse tipo de estrutura organizacional exige muito planejamento e esforço, sendo adequada para grandes empresas que dispõem de recursos para se dedicar ao gerenciamento de uma estrutura de negócios complexa.

Estrutura Organizacional Simples

Uma estrutura organizacional plana tenta interromper o sistema tradicional de gerenciamento de cima para baixo da maioria das empresas. A gestão é descentralizada para que não haja um "chefe" diário. Cada funcionário é o chefe de si mesmo, eliminando burocracia e burocracia e melhorando a comunicação direta.

Por exemplo, um funcionário que tem uma ideia não precisa passar por três níveis de gerentes superiores para levar a ideia à pessoa-chave que toma a decisão. O funcionário simplesmente se comunica diretamente com o alvo em um nível baseado em pares.

Uma empresa que adota esse tipo de estrutura para fins diários normalmente estabelece um sistema especial de gerenciamento de cima para baixo para projetos ou eventos temporários.