Guias

Partes do computador e seus usos

Um computador é uma máquina complexa. Embora a maior parte funcione em um nível microscópico, certamente possui componentes macroscópicos reconhecíveis que contribuem para seu uso. Um computador pode ser usado para fazer qualquer coisa, desde cálculos simples até a preparação de relatórios, o envio de foguetes ao espaço e a simulação da disseminação do câncer em órgãos do corpo.

E ainda, com toda essa complexidade, os blocos de construção do computador médio são fáceis o suficiente para qualquer pessoa entender. São eles que fazem um computador funcionar tão bem como se houvesse um maestro e uma orquestra produzindo uma performance magistral.

Não se preocupe em não ser um especialista; ao que parece, você não precisa ser um para entender as partes fundamentais de um computador e sua aparência. Aqui está um lista de componentes de computador que explica cada componente em detalhes:

O papel da placa-mãe

O placa-mãe tem um nome carinhoso, porque é o ponto de origem de outras partes do computador ou onde todos os outros componentes se conectam. De certa forma, é muito parecido com o que você chama de seu país de origem: a pátria mãe.

A placa-mãe é basicamente uma placa de circuito de tamanho decente, dependendo do tamanho do computador com o qual estamos lidando. Ele atua como uma espécie de nexo porque facilita a comunicação dos outros componentes do computador. Existem portas na placa-mãe voltadas para o lado externo do computador, permitindo a você conectar diferentes componentes ao computador e também carregá-lo.

A maioria das placas-mãe também permite a expansão, incluindo slots que permitem expansão. Você pode adicionar componentes como CPUs e RAMs, placas de vídeo e assim por diante. Você também pode expandir a placa-mãe adicionando mais portas que permitem conectar ainda mais dispositivos auxiliares ao seu computador. Em outras palavras, você tem controle sobre quais são as capacidades do seu computador.

Além disso, a placa-mãe desempenha outras funções como armazenar algumas informações simples quando o computador está desligado, como a hora do sistema. É por isso que seu computador sempre informa a hora correta, mesmo quando você o liga depois de muito tempo.

A fonte de energia

A fonte de energia, como você já deve ter adivinhado, é a força motriz do computador. Ele garante que todos os outros componentes recebam o suco de que precisam para funcionar corretamente. A fonte de alimentação parece uma espécie de caixa preta, com uma ventoinha embutida. Ele é conectado à placa-mãe, onde fornece energia para os outros componentes do computador.

Por um lado, a fonte de alimentação está conectada à placa-mãe. Por outro lado, está conectado a algum tipo de fonte de alimentação. Se você estiver usando um laptop, essa fonte de alimentação é uma bateria removível ou permanente. Se você estiver usando um desktop, a fonte de alimentação é uma tomada elétrica.

O ventilador na fonte de alimentação desempenha um papel muito importante. Ele o resfria, pois cumpre seu dever de evitar o superaquecimento dos componentes internos do computador. É importante manter o ventilador limpo para que a fonte de alimentação do computador funcione como deve.

A Unidade Central de Processamento

Você pode ter ouvido falar do clichê de que a unidade central de processamento é o cérebro do computador. Bem, a única razão pela qual é um clichê é que é verdade. A unidade central de processamento central, ou CPU, é onde toda a mágica acontece. É para o computador o que um motor é para um carro.

A CPU realiza principalmente tarefas aritméticas e lógicas. Ele fará uma série de cálculos para garantir o funções do computador são realizados de forma eficiente. A CPU nem sempre funciona em uma única velocidade. A velocidade pode variar dependendo da prioridade e intensidade da tarefa em questão. O CPU irá gerar muito calor enquanto faz seu trabalho e, portanto, a ventoinha que vem embutida na fonte de alimentação é muito útil neste ponto.

Quanto mais potente é a CPU, mais capaz é de realizar um trabalho cada vez mais intenso. Para as coisas básicas que um computador comum faz, como processamento de texto, preparação de planilhas e navegação na Internet, uma CPU comum serve. No entanto, quando você precisar editar vídeo de alta definição, programar softwares complicados ou jogar jogos que consomem muita CPU, você precisará de uma CPU poderosa.

A memória de acesso aleatório

O Memória de acesso aleatório, ou RAM, é uma forma temporária de memória. Quando você abre um aplicativo em nosso computador, o computador colocará esse aplicativo e todos os seus dados na RAM. Quando você fecha o aplicativo, o espaço na RAM é liberado. É por isso que seu computador fica tão lento quando você tem muitos aplicativos abertos; sua RAM provavelmente está sendo usada na capacidade máxima.

Como a RAM é apenas temporária, ela tem uma natureza volátil. No minuto em que você desliga o computador, toda a memória armazenada na RAM é perdida. É por isso que é aconselhável continuar salvando o trabalho que você faz nos aplicativos à medida que avança para evitar perdê-lo totalmente no caso de seu computador desligar repentinamente.

Quanto mais RAM você tiver, maior será o número de programas que podem ser executados simultaneamente.

O disco rígido ou unidade de estado sólido

Lembre-se de que dissemos que a RAM é volátil devido à sua natureza temporária, o que significa que o computador ainda precisa de uma forma mais permanente de armazenamento de dados. É por isso que disco rígido ou unidade de estado sólido existe. Tradicionalmente, o disco rígido é um tambor com vários pratos empilhados e girando, e o braço físico grava os dados nesses pratos. Esses discos são muito lentos devido à mecânica de armazenamento dos dados, embora os discos rígidos mais recentes, unidades de estado sólido, sejam muito mais rápidos.

As unidades de estado sólido têm o mesmo tipo de memória que a do telefone ou unidade flash, também conhecida como memória flash. Eles custam mais, mas também são mais rápidos e eficientes do que os discos rígidos tradicionais.

Os dados armazenados no disco rígido não desaparecem quando você desliga o computador. Ele estará lá quando você ligar o computador novamente. No entanto, é recomendável mantê-lo longe de ímãs, pois eles podem danificá-lo e fazer com que você perca suas informações.

A placa de vídeo

A placa de video é um componente dedicado que fornece a saída de imagens pela tela do monitor. Eles vêm com sua própria RAM, dedicada a esse propósito singular. Se o seu trabalho envolve um trabalho altamente visual com definições muito altas, você deve comprar uma placa de vídeo para aliviar a carga de sua RAM.

Às vezes, o computador pode ter gráficos integrados, em que parte da RAM é emprestada para processamento gráfico. Isso acontece com frequência em laptops, porque é preciso economizar espaço. Usar placa de vídeo integrada é muito mais barato usar uma placa de vídeo, mas não é suficiente para funções gráficas intensas.

As unidades ópticas

Eles se tornaram muito menos comuns hoje em dia, com muitas máquinas eliminando-os completamente. Uma unidade óptica é usado para ler CDs e DVDs, que podem ser usados ​​para ouvir música ou assistir a filmes. Eles também podem ser usados ​​para instalar software, jogar ou gravar novas informações em um disco.

Dispositivos de entrada / saída

Dependendo do tipo de computador que você possui, existem muitos dispositivos que você pode conectar ao seu computador para inserir informações e também gerá-las. Alguns exemplos de dispositivos de entrada são o mouse, o teclado e a webcam. Exemplos de dispositivos de saída incluem monitores, alto-falantes e monitores. Também existem dispositivos removíveis, como cartões SD e drives flash, que podem ser usados ​​para transferir dados de e para o seu computador.