Guias

Criação e edição de um JPEG

O formato JPEG é uma das formas mais amplamente suportadas de criar, editar e salvar imagens. Os arquivos JPEG têm tamanhos de arquivo relativamente pequenos devido à maneira como o formato compacta os dados que compõem as imagens. Os JPEGs usam uma forma de compactação chamada "compactação com perdas", que não apenas reduz a quantidade de espaço usado para salvar uma imagem, mas faz isso de uma forma que pode descartar os dados reais da imagem.

Criando um arquivo JPEG com uma câmera digital

A maioria das câmeras digitais e telefones com câmera padronizados para o formato de arquivo JPEG. Por causa disso, criar um arquivo JPEG é tão fácil quanto apontar e disparar. Muitas câmeras digitais automáticas de ponta e câmeras digitais reflex de lente única, ou DSLR, também oferecem a capacidade de gravar em formato RAW ou TIFF. Nessas câmeras, o fotógrafo precisa ajustar o formato de arquivo da câmera ou a configuração de qualidade para o formato JPEG.

Criação de um arquivo JPEG com software de edição de imagem

A maioria dos programas de edição de imagem baseados em raster, também conhecidos como programas de "pintura", oferecem suporte ao formato JPEG. Isso inclui programas como Adobe Photoshop, Corel Paint Shop Pro, Microsoft Paint e o Gnu Image Manipulation Program. Para criar um arquivo JPEG com esses títulos de software, clique no menu “Arquivo” e escolha “Salvar como”. Selecione o formato "JPEG" no menu suspenso para o tipo de arquivo.

Opções de compressão JPEG

O mais importante a se ter em mente ao salvar um arquivo JPEG é a quantidade de compactação que ele possui. Os arquivos com mais compactação têm um tamanho menor, mas perdem mais detalhes. Usar menos compactação resulta em um tamanho de arquivo maior, mas faz com que menos detalhes sejam perdidos.

Uma das maiores desvantagens do formato JPEG é que a perda de dados é cumulativa. Em outras palavras, cada vez que um arquivo JPEG é aberto, alterado e salvo, ele perderá mais informações, degradando-se ainda mais a cada salvamento.

Editando um arquivo JPEG

Editar um arquivo JPEG é tão fácil quanto editar qualquer outro arquivo de imagem baseado em raster. Um designer precisa abrir o arquivo em seu programa de edição de imagem escolhido e fazer as alterações necessárias. Uma vez feito isso, eles podem usar a função "Salvar" do programa para salvar o arquivo alterado de volta no formato JPEG.

Quando não usar o formato de arquivo JPEG

Devido à compactação com perdas do formato, há duas situações em que os designers não devem usá-lo. O primeiro é com imagens de arte de linha ou baseadas em texto. O formato JPEG faz um bom trabalho com imagens de "tons contínuos", como fotografias, mas faz com que as imagens de texto ou logotipos não pareçam atraentes.

A segunda situação é quando o arquivo precisa ser aberto, alterado e salvo regularmente. Esses arquivos devem ser armazenados em um formato sem perdas como PSD, TIFF ou PNG enquanto estão sendo modificados. Depois de editados, o designer pode salvá-los como JPEGs.