Guias

Diferença entre uma estratégia de negócios proativa e uma reativa

Estratégias de negócios reativas são aquelas que respondem a algum evento imprevisto somente depois que ele ocorre, enquanto as estratégias proativas são projetadas para antecipar possíveis desafios. Como ninguém pode antecipar todas as possibilidades, nenhuma organização pode ser proativa em todas as situações. No entanto, as empresas que enfatizam a estratégia proativa geralmente são mais eficazes para lidar com desafios.

Os benefícios das estratégias proativas

A distinção entre abordagens proativas e reativas é um princípio reconhecido de estratégia militar, freqüentemente expresso na frase "apreender, reter e explorar a iniciativa". As estratégias proativas são superiores porque permitem que a empresa que usa a estratégia tenha a liberdade de tomar suas próprias decisões, em vez de responder por necessidade a uma situação que já pode estar fora de controle. Empresas que usam estratégias proativas têm mais chance de aproveitar e reter a iniciativa na competição com outras empresas.

Aplicação de uma estratégia pró-ativa

A diferença entre a aplicação de uma estratégia proativa e uma estratégia reativa é principalmente de preparação e responsabilidade. Por exemplo, se um cliente potencial pede referências a um empreiteiro de telhados, o fabricante de telhados pode reagir examinando sua lista de clientes anteriores e ligando para eles um por um para descobrir se eles estariam dispostos a fornecer uma referência.

Uma estratégia melhor seria designar um funcionário para manter um banco de dados de clientes satisfeitos que já indicaram sua disposição em fazê-lo. Em uma competição entre um empreiteiro com uma estratégia de referência reativa e outro com uma estratégia de referência proativa, aquele que puder fornecer referências de alta qualidade rapidamente terá uma clara vantagem na licitação para o trabalho.

Controle de qualidade proativo

Outro exemplo da diferença entre estratégias proativas e reativas está na área de controle de qualidade. Se um gerente de hotel presumir que está tudo bem até que ela receba uma reclamação do cliente, ela está usando uma estratégia reativa. O ponto fraco dessa abordagem é que muitos clientes insatisfeitos não reclamam com a gerência; eles simplesmente vão para outro lugar da próxima vez e aconselham os outros a fazerem o mesmo. Uma estratégia proativa pode incluir tomar decisões cuidadosas de contratação, fomentar uma cultura de atendimento ao cliente entre a equipe, verificar com os hóspedes durante sua estadia para garantir que suas necessidades estão sendo atendidas e quaisquer outras ações que possam evitar a insatisfação do cliente.

Combinando estratégias proativas e reativas

Como nenhuma empresa pode ser sempre pró-ativa, é útil incluir elementos pró-ativos em qualquer estratégia reativa. Na doutrina estratégica clássica, isso é conhecido como inclusão de elementos ofensivos na defesa. Responder às reclamações dos clientes geralmente é considerado uma estratégia reativa. No entanto, se uma empresa como uma pizzaria incluir uma nota em cada caixa encorajando os clientes insatisfeitos a pedirem uma torta grátis, a empresa pode evitar danos potenciais e também receber um bom boca a boca.