Guias

O que é um orçamento operacional?

Um orçamento operacional mostra a receita projetada da empresa e as despesas associadas para um próximo período - geralmente o próximo ano - e geralmente é apresentado em formato de demonstração de resultados. Normalmente, a administração passa pelo processo de compilar o orçamento antes do início de cada ano e, em seguida, faz atualizações contínuas a cada mês. Um orçamento operacional pode consistir em um cronograma resumido de alto nível, apoiado por detalhes para fazer backup de cada item de linha no orçamento.

Componentes do orçamento operacional

Um orçamento operacional começa com a receita e, em seguida, mostra cada tipo de despesa. Isso inclui custos variáveis, ou os custos que variam com as vendas, como o custo das matérias-primas e mão de obra de produção. O orçamento operacional inclui custos fixos, como o aluguel mensal do espaço de escritório ou o pagamento mensal do aluguel de uma fotocopiadora.

O orçamento também inclui despesas operacionais, como juros sobre empréstimos comerciais e despesas não monetárias de depreciação. Esses itens permitem que a empresa calcule sua receita líquida projetada e o percentual de lucro líquido.

O Orçamento em Ação

O processo de montagem do orçamento pode ser demorado, especialmente à medida que se torna mais detalhado em negócios grandes e complexos. O desempenho histórico sempre serve como base para números de orçamento prospectivos. Depois que o orçamento é finalizado, os contadores geralmente produzem um relatório mensal que mostra o desempenho real da empresa no mês, junto com os números orçados do mês, para comparação e análise.

A análise inclui fazer e responder a perguntas como as seguintes:

  • Estamos atingindo ou superando nossas metas de vendas?
  • Tivemos alguma despesa que não incluímos no orçamento?
  • Projetamos os custos razoavelmente bem ou temos estouros de custos que precisam de atenção imediata?

Fazer e responder a esses tipos de perguntas ajudará a gestão a planejar melhor para que possa fazer mudanças a cada mês, trimestre e ano, o que lhes permite orientar a empresa para um melhor desempenho.

Entrando nos Detalhes

Embora seja eficiente a construção de um orçamento de alto nível, o detalhamento ajuda a melhorar a relevância do orçamento, ao mesmo tempo que agrega valor quando é utilizado para orientar as decisões financeiras da empresa. Por exemplo, recursos humanos montariam um orçamento detalhado que inclui cálculos atualizados para certos benefícios, custos para cada nova contratação e outros detalhes com os quais trabalham regularmente. O departamento de compras da empresa seria o mais familiarizado com o custo de matérias-primas e questões que afetam a precisão de seu orçamento, como oportunidades de corte de preços, custos sazonais de compra de estoque ou eventos externos que causam preços flutuantes para determinado estoque.

Usando o orçamento x previsão

Quanto mais longe uma empresa faz seu orçamento, menos precisas são as informações. Os orçamentos representam a meta de uma empresa, ou para onde ela gostaria de chegar com seus negócios. As empresas usam outra ferramenta muito semelhante - a previsão, para projetar a visão da "realidade" de para onde a empresa está realmente indo. Por exemplo, o departamento de vendas pode ter um orçamento com uma meta de vendas anual de pouco mais de $ 5 milhões e com metas mensais de $ 420.000.

Os contadores então pegariam os resultados reais a cada mês e, então, preveriam o resto do ano de acordo. A previsão pode refletir que a empresa está realmente ganhando cerca de US $ 350.000 em vendas por mês, mostrando uma receita prevista de mais de US $ 4,2 milhões para o ano, em vez da meta orçamentária de US $ 5 milhões. Esse conhecimento ajuda a administração a escolher diferentes estratégias no início do ano, para que a empresa possa fazer mudanças que possam ajudá-la a atingir melhor a meta orçamentária.